Marcas dos cariocas/ Cafés

 Depois de verem o consumo de café crescer com o isolamento em casa, as empresas apostam nos segmentos premium e na variedade de sabores para ampliar a clientela. A marca Café Pilão, preferida dos cariocas, levou o café consumido fora de casa para o lar com a linha Pilão Cafeteria.

— Segundo pesquisas encomendadas por nossa equipe, 93% dos consumidores brasileiros estão consumindo café em casa devido ao isolamento. Além disso, 30% estão tomando mais café do que antes da pandemia. O café se tornou mais protagonista do dia a dia dos consumidores, que se tornaram mais exigentes — conta Susana Hernández, Diretora de Marketing da JDE Brasil, detentora da Pilão.

A marca 3Corações, segunda na categoria e café oficial do Rock in Rio, destaca o aumento de consumo de cappuccinos, cafés gourmet e cápsulas este ano.

— Observamos que o consumidor intensificou a busca de experiências com o café em casa. Novas receitas, bebidas geladas... O cappuccino 3Corações se destacou muito. Os consumidores passaram a levar a experiência da cafeteria para casa. O ‘cantinho do café’ na sala de casa foi algo que se tornou mais comum — diz Roberta Prado, Head de Marketing do Grupo 3Corações.

Terceira na categoria, a Nescafé reforça a mudança de perfil de consumo e a construção de uma nova relação com a bebida. Os cafés premium, afirma, vão além da funcionalidade do despertar. Pesquisa feita pela marca mostrou que 46% das pessoas têm um lugar especial da casa para curtir o café; 50% acreditam que é a melhor companhia para se inspirar e 52% aproveitam a pausa para se desconectar e relaxar.

— Vemos, no geral, um pedido das pessoas para desacelerar. A relação com o café mudou. Fizemos uma grande pesquisa de cafés especiais e um dos achados mais interessantes foi descobrir que o café especial não é para acelerar, mas para curtir e aproveitar o momento — diz Valdir Nascimento, gerente de Marketing de Nescafé e Starbucks at Home.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma xícara de café por dia pode evitar lesão renal aguda, indica estudo

Estrada da vida

Café coado em filtro de papel é associado a menor risco de morte